Tudo sobre as estrias de crescimento

A adolescência é uma fase que pode set tanto incrível quanto conturbada. Isso porque se trata de uma fase de grandes descobertas, enquadramento em grupos e também de mudanças corporais.

Não é incomum que durante esse período o corpo cresça e se desenvolva rapidamente. No entanto, isso pode dar origem a um problema bastante desagradável, que são as estrias.

É por esse motivo que hoje vamos falar um pouco mais sobre as estrias de crescimento e entender qual é a melhor fase para lidar com esse problema de maneira adequada.

O que são as estrias de crescimento

As estrias, de uma forma geral, são como cicatrizes que surgem na pele após o rompimento das fibras colágenas que formam uma de suas camadas, a derme,

Embora seja apenas um problema estético, a presença de estrias pode causar uma série de problemas emocionais quando ocorre em adolescentes em fase de desenvolvimento.

Isso porque é uma fase em que há muita necessidade de aceitação e esse problemas com o corpo podem abalar a autoconfiança.

O problema tende a ser mais frequente em meninas, surgindo nos seios, bumbum, coxas e quadril. Já nos meninos, quando elas surgem, normalmente acontecem nos ombros, braços, e bumbum.

A prevenção do problema não é algo simples, pois são muitas mudanças acontecendo ao mesmo tempo. No entanto, manter uma boa hidratação é sempre algo muito indicado, pois contribui para a hidratação da pele.

Como tratar as estrias de crescimento

Existem basicamente três tipos diferentes de estrias, que são: as roxas, as rosadas e as brancas. Cada uma delas terá um tipo específico de tratamento e quanto mais cedo o problema for tratado, melhor. Mas antes de ver os tratamentos abaixo, saiba que o creme silk skin funciona muito bem para tratar as estrias, se você ainda não conhece esse produto, recomendo que você acesse silk skin resenha e veja o que as pessoas estão falando dele.

Quando falamos de estrias roxas, há praticamente 100% de certeza de sucesso no tratamento, que normalmente é indolor. Nesse caso, é recomendada a aplicação de uma enzima diretamente na marca e também a aplicação de um procedimento de peeling na região.

Já as estrias de coloração avermelhada ou arroxeada podem ser um pouquinho mais difíceis de tratar se comparadas com as anteriores. Nesse caso, também é recomendada a aplicação da enzima, que pode ser associada com a carboxiterapia.

O processo é um pouco mais dolorido, mas pode ter uma boa resposta, atenuando bastante as marcas.

Já as estrias brancas só podem ser resolvidas com tratamento a laser, que é o único eficaz.

Por isso é que é essencial procurar um médico logo no começo do surgimento das estrias de crescimento, para poder tratá-las de uma forma eficiente e mais simples!